Slow Food Brasil

Cadastre o seu e-mail e receba novidades:

A coluna “Com a Mão no Queijo” foi criada pelo Grupo de Trabalho do Slow Food Brasil sobre Queijos Artesanais de Leite Cru com o objetivo de divulgar as informações, projetos, ações e tudo o que se refira ao tema. Queremos que todos os brasileiros apreciadores de queijos possam ter acesso aos nossos queijos tradicionais, cada vez mais difíceis de serem encontrados fora de suas regiões de produção e principalmente nas grandes cidades.

Recentemente, discussões sobre a defesa de queijos de leite cru que já há algumas décadas estão presentes em alguns países europeus, especialmente França e Itália, chegam também ao Brasil. Mas afinal, o que são queijos feitos de leite cru? E em que diferem de outros queijos? Acompanhe a coluna e saiba mais.

Em resposta à carta aberta encaminhada à ANVISA e à Presidência da República, de autoria das organizações sociais, o diretor presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) esclareceu que, com a reorganização interna de sua estrutura, a agência decidiu por integrar de forma definitiva o Projeto de Inclusão Produtiva com Segurança Sanitária criado pela RDC 49 / 2013, que dispõe sobre o exercício de atividade de interesse sanitário do microempreendedor individual.

Reafirmou o compromisso de diálogo firmado entre a ANVISA  e a sociedade civil organizada garantindo que não haverá restrição ao processo de aproximação com a agricultura familiar e empreendimentos da economia solidária, como já vem sendo realizado nos últimos meses.

O Slow Food parabeniza a instituição por seu posicionamento e espera que demais órgãos reguladores como o Ministério da Agricultura adotem a mesma postura perante à produção de alimentos oriundos da agricultura familiar.

veja o Ofício 1084-2015 da ANVISA [aqui]

Casa colonial Seara

A Casa Colonial, loja de comercialização de produtos da agricultura familiar localizada em Seara-SC, foi alvo de uma ação da Vigilância Sanitária Estadual de Santa Catarina, juntamente com representantes do Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) e da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (CIDASC). Nessa ação, os fiscais, amparados pela polícia, entraram na loja e apreenderam produtos como vinhos artesanais orgânicos e peças do queijo típico da região, o queijo colonial. Todos os produtos apreendidos estavam registrados no Serviço de Inspeção Municipal e possuíam autorização para serem comercializados. Clientes, que estavam no local, tentaram impedir a apreensão  e ouviram discursos de que os produtos eram duvidosos, inadequados e que se os consumissem iriam acabar ficando doentes.

Mesa com queijos premiados do Brasil

Reunindo 136 queijos das várias regiões do país, a primeira edição do Prêmio Queijo Brasil – uma inciativa do Mestre Queijeiro e do GT Slow Food dos Queijos Artesanais – revelou uma surpreendente diversidade de queijos artesanais brasileiros. A avaliação do júri oficial formado por especialistas atestou a alta qualidade desse nosso importante patrimônio alimentar, enquanto a votação popular mostrou, da parte do público, a valorização de novos sabores e texturas.

Seguindo um dos principais objetivos da premiação, de favorecer a união dos produtores em vez da competição, as medalhas nas três categorias – ouro, prata e bronze – foram oferecidas a todos os queijos que cumpriram os requisitos de qualidade. A não classificação de alguns queijos – pela avaliação rigorosa e/ou pelo fato de terem sofrido com o transporte – deve ser considerada de modo positivo, como um incentivo para se aprimorar o produto e não como sua exclusão do conjunto de queijos artesanais brasileiros que, ameaçados por uma legislação inadequada, merecem todos os nossos esforços no sentido de contribuir para sua preservação.

Prêmio Queijos do Brasil

A primeira premiação de queijos artesanais do Brasil está com inscrições abertas até o dia 23 de outubro de 2014.

O Prêmio Queijo Brasil é promovido pela Mercearia Mestre-Queijeiro (loja de produtos artesanais do mestre-queijeiro Bruno Cabral e do Grupo Clash) e pelo GT Slow Food Brasil de Queijos Artesanais. A premiação acontece no dia 3 de novembro durante a Semana Mesa SP, no Centro Universitário Senac - Santo Amaro. Nesta primeira edição, podem participar até 100 tipos de queijos de produtores de todo Brasil, que serão premiados com selos ouro, prata e bronze, não havendo um único vencedor.

Com apoio da revista Prazeres da Mesa e Senac São Paulo, a iniciativa tem o intuito de divulgar a diversidade dos queijos artesanais produzidos em território nacional, aproximar o consumidor do produtor, além de estimular a melhoria da qualidade dos queijos por meio do intercâmbio de conhecimentos entre produtores, consumidores e especialistas. O Prêmio de Queijos Artesanais Brasileiros integra a programação da Semana Mesa SP, o mais importante evento de enogastronomia da América Latina, que acontece em entre os dias 3 e 5 de de novembro no Centro Universitário Senac - Santo Amaro.

Como Funciona:

A tradição europeia de fabricação de queijos a partir do leite cru – os famosos queijos artesanais de terroir na França, com mais de 700 variedades, e na Alemanha, que atualmente lidera o ranking mundial na produção dos chamados “queijos biológicos” feitos em suas “eco-fazendas” – está na origem do nosso conhecido “Queijo Minas”, produzido artesanalmente em várias regiões do Estado, destacando-se as do Serro, da Serra da Canastra e do Alto Paranaíba/Salitre.

Para a defesa e promoção dessa produção artesanal de queijo, ancorada, pois, nas melhores tradições europeias – que incluem, além da França e da Alemanha, a Itália, Holanda, Espanha e Portugal, dentre outros países – é que me dediquei, especialmente a partir de 2001, a pesquisar em Minas Gerais, suas raízes históricas e seus fundamentos que nos chegaram pelo saber fazer português.

Conheça mais sobre Slow Food InternacionalFundação Slow Food para BiodiversidadeTerra MadreUniversidade das Ciências Gastronômicas

» SLOW FOOD BRASIL | Login »»

© 2013 Slow Food Brasil. Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.
Design e desenvolvimento: DoDesign-s