Slow Food Brasil

Cadastre o seu e-mail e receba novidades:

Se você tem um blog esse convite é para você, se não tem, mas conhece alguém que tenha, por gentileza, encaminhe o convite para seu amigo.

Dentro das comemorações de 1 ano do site Slow Food Brasil, convidamos os blogueiros a colocarem os textos do nosso site na lateral de seu blog. Isso é bem simples de ser feito e, para te ajudar, fizemos guias ensinando como fazer.

Escolha o passo-a-passo de acordo com o lugar onde você tem blog:

  1. Blogs do Blogger.com
    http://www.slowfoodbrasil.com/content/view/226/109/

  2. Blogs do Wordpress.com
    http://www.slowfoodbrasil.com/content/view/227/111/

Veja um exemplo do resultado na coluna lateral do Terra Madre Brasil: http://terramadre.slowfoodbrasil.com

» Conheça alguns blogs que já estão participando

Por que colocar os textos do Slow Food Brasil no seu Blog?
Fazendo isso você terá uma área do blog atualizada automaticamente com as novidades do Slow Food Brasil, oferecendo aos seus leitores mais uma maneira de ficarem informados sobre alimentação, gastronomia e todo o universo do Slow Food. Vai também contribuir com a divulgação dos textos do nosso site e, principalmente, ajudar a fortalecer o movimento Slow Food

“Não há pecado afora a estupidez”. (Oscar Wilde)

Muito se debate sobre o roteiro do filme A Festa de Babette, (Babettes Gæstebud), produção franco-dinamarquesa de 1987, dirigida por Gabriel Axel. Roteiro adaptado da obra de Karen Blixen, cujo pseudônimo era Isak Dinesen, o anonimato justificava-se em uma época na qual mulheres escritoras não seriam bem vistas aos olhos da sociedade chauvinista de então. O filme, pela ótica da gastronomia, culminando pelo banquete servido por Madame Babette Hersant, induz que inexiste a felicidade sem pecado em uma comunidade puritana no final do século XIX, após já haver igualmente sugerido a auto-repressão moral em decorrência do pecado, cometido por Felippa no relacionamento com o militar Lorenz Lowenhelm e com Martine na percepção do misto de vaidade e orgulho em seus ensaios de canto erudito em parceria com Achilles Papin. Não necessariamente na mesma ordem elencada acima, pode-se dizer tratar-se de uma história filosófica, com forte vertente de religiosidade, como bem define Nietzsche(1): “Onde quer que a neurose religiosa tenha aparecido na terra, nós a encontramos ligada a três prescrições dietéticas perigosas: solidão, jejum e abstinência sexual...”.

O Slow Food Brasil alcança o primeiro ano com 20mil vistas ao mês e 70mil pageviews mensais. São mais de 850 pessoas cadastradas para receber as notícias do site via RSS e por email. O reconhecimento do site aparece no número de links presentes na Wikipédia para o Slow Food Brasil e também nas várias citações e links em revistas, sites, blogs e portais de gastronomia, ciência, cultura e saúde. Tudo isso é fruto de trabalho constante de aperfeiçoamento do site, otimização do conteúdo para mecanismos de busca e contato e articulação com a mídia.

Veja alguns números do site:

salone2008.jpgO primeiro Salone del Gusto aconteceu em Turim em 1996, inspirado em dois eventos anteriores: Gran Menu (Verona) e Milano Golosa (Milão), ambos em 1994. O Salone realmente ganhou vida na segunda edição, em 1998, com a introdução do Mercado. O evento atraiu 120.000 visitantes e transformou a visão elitista da gastronomia de qualidade de cabeça para baixo. Transformou em prazer e direitos um interesse que até então era reservado para poucos. O projeto foi criado ao mesmo tempo que intelectuais de vanguarda estavam começando a formular uma análise crítica da globalização. Em 2000 as Fortalezas Italianas se apresentaram pela primeira vez no Salone del Gusto. Em 2002 juntaram-se a elas as Fortalezas internacionais, ano que também foi apresentado o terceiro Prêmio Slow Food para a Defesa da Biodiversidade. A semente foi plantada para o Terra Madre, o encontro mundial das comunidades do alimento, que aconteceu pela primeira vez em 2004, atraindo 5000 agricultores familiares, artesãos, pescadores e pastores de 130 países. O Terra Madre era um complemento político para o Salone del Gusto, que tem um caráter mais comercial e que, na edição de 2004, atraiu mais de 140.000 visitantes, muitos de fora da Itália.

No início do mês de junho foi fundado em Curitiba o Convivium Província do Paraná, o primeiro em todo o Estado. Tendo como líder honorário o renomado Chef Celso Freire, proprietário de dois premiados restaurantes na capital paranaense e há vinte anos profundo conhecedor da gastronomia, o “Província do Paraná” também possui entre seus sócios-fundadores advogados, arquitetos e estudantes de gastronomia.

A proposta do Convivium Província do Paraná é a de aprofundar o conhecimento da gastronomia regional paranaense que é muito rica, trazendo suas origens históricas e divulgando-a juntamente com importantes partes da História do Brasil, desde a época quando o Paraná ainda era uma Província, daí o nome do Convivium.

Conheça mais sobre Slow Food InternacionalFundação Slow Food para BiodiversidadeTerra MadreUniversidade das Ciências Gastronômicas

» SLOW FOOD BRASIL | Login »»

© 2013 Slow Food Brasil. Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.
Design e desenvolvimento: DoDesign-s