Slow Food Brasil

Cadastre o seu e-mail e receba novidades:

A idéia surgiu de Cenia Salles e Margarida Nogueira e da vontade de compartilhar com os associados do Slow Food e outros interessados, os inúmeros materiais reunidos durante os anos que tem atuado no movimento.

O acervo conta agora com materiais institucionais, publicações variadas trazidas dos eventos Terra Madre/Salone del Gusto (Itália), livros de gastronomia, sobre educação, ecologia, sustentabilidade, revistas nacionais e internacionais, DVDs, amostras de produtos da Arca do Gosto, das Fortalezas e das Comunidades do Alimento, materiais das Campanhas do Movimento Slow Food e dos Grupos de trabalho temáticos.

acervo.png
Sala do Acervo/Crédito: Cenia Salles

O Terra Madre Salone del Gusto é o maior evento mundial do Slow Food e acontecerá de 22 a 26 de setembro, em Turim/Itália.

terramadre2016

11 Conferências serão realizadas no Teatro Carignano, um dos lugares emblemáticos da cidade e um dos mais belos exemplos de teatro à italiana e 40 Fóruns da rede de Terra Madre realizados nas salas do Politécnico de Turim no Castello del Valentino e nas salas da Universidade de Turim, no centro de exposições Torino Esposizioni. Encontra-se online a partir de hoje outra parte importante da programação do evento Terra Madre Salone del Gusto 2016 que consta de mais de 50 ocasiões para se declinar o tema do “querer bem à terra” sob diversos pontos de vista e para descobrir como, no bom e no mal sentido, o alimento pode modificar o planeta.

Slow Food sempre olhou para mundo dos alimentos através de uma perspectiva holística, ciente de que falar de gastronomia muitas vezes equivale a falar de política, de escolhas individuais e coletivas que têm um impacto sobre nossa saúde, sobre o ambiente que nos circunda, sobre a sociedade, sobre a economia…

Todo evento organizado pelo Slow Food mostra o alimento como sendo um meio importante para analisar e interpretar a realidade e para fazer escolhas. Para fazer compreender o quanto os alimentos estejam profundamente interligados à política, dedicamos uma parte importante da programação do evento a aprofundamentos e debates específicos tal como as Conferências e os Fóruns de Terra Madre. Pedimos que todos os interessados em participar de Terra Madre Salone del Gusto 2016, leiam o programa dos encontros e que reservem ou agendem as opções que mais os interessarem. Aqui oferecemos um breve panorama que esperamos, possa orientar a todos dando uma ideia do desenrolar dos eventos.

IMG 2509A

 Criado em 24 de Março de 2014, o coletivo Slow Food Brasil Educação segue de vento em popa na sua missão de ser um espaço criativo e amoroso de trocas e articulação de educadores dentro da Rede Slow Food Brasil, e, para além de pensar e praticar a educação do gosto e alimentar, entende o alimento como uma potente ferramenta para uma educação emancipadora e transformadora.

Shillong2

Em novembro de 2015, mais de 600 representantes de comunidades indígenas de 58 países, reuniram-se em Shillong (Meghalaya, Índia), para fazer ouvir a própria voz sobre o futuro do alimento, da cultura, da vida na Terra, por ocasião da segunda edição do evento internacional Indigenous Terra Madre. 

Mais do que nunca ficou evidente que o futuro da humanidade deverá ter bases diferentes das bases atuais, e deverá se preocupar muito com os indígenas, as mulheres, os jovens, os idosos: enfim, todos os grupos que, no mundo da alta finança, não são levados em conta. Mas são eles que nos indicam o futuro sustentável do planeta.

cartaz arraia

Domingão passado a Festa Junina Livre de Transgênicos de Florianópolis foi no Arraiá do Marquito, manézinho quiridu membro fundador do Convívio Engenhos de Farinha Slow Food. Vou te dizete uma coisinha pa ti o festerê teve um arraso porque a jecaiada toda se juntou para fazer acontecer um arraiá colaborativo,animado, amoroso, sustentável e é claro livre de transgênico! Quem chegou de bicicleta ganhou foi logo um quentão. E todo mundo tava montado na jequice, só dava mané cafuçu e caipira.. A turma tava jeca mas tava jóia, cada um levou a sua caneca e deu suas contribuição voluntária pra festa, seja em guloseima junina, em lenha, em apresentação musical, ajudando na decoração ou puxando brincadeiras com os jequinhas que se divertiram pra valer. Marquito, dás um banho de auto-gestão, mas os jeca tava doido mesmo era pra ganhar o minhocário que foi sorteado entre os voluntário do arraiá E tava frio sô mas com os caldinhos quentinhos e um foguerão de São João lindão todo mundo se aqueceu. E o transgênico é bão? É mintiiiira!! Bolo de milho, pipoca, canjica, teve sim sinhô, mas era tudo de milho criolo, que fartura! Fora as delícias da mandioca, a rainha do Brasil. Teve até bolo de bertalha, coisa estrondosa.. A cervejinha era artesanal no estilo Slow Bier da Bugio e a pinga, mas é craro que era do Engenho do Zeca no Sertão do Peri! E o arrasta pé não parou não, era samba de roda com sambadô profissional, Forro de Pé de Serra cum sanfoneiro bão da cidade e até discotecagi muderna, tax tolo?! Claro que num podia fartá um boi-de-mamão pro povo brincá! E era um tar de fora temer pra lá e pra cá.. Cê já viu um Arraiá bão assim? Mas esse é o níver das Festa Junina Livre de Transgênico, sô, num bobeia não e faiz a sua qui nem a jecaiada do Marquito lá em Floripa!

Conheça mais sobre Slow Food InternacionalFundação Slow Food para BiodiversidadeTerra MadreUniversidade das Ciências Gastronômicas

» SLOW FOOD BRASIL | Login »»

© 2013 Slow Food Brasil. Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.
Design e desenvolvimento: DoDesign-s