Slow Food Brasil

Cadastre o seu e-mail e receba novidades:

Fonte: CAR/SDR

WhatsApp Image 2020 01 29 at 18.35.37

 

O Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável da Região Semiárida da Bahia - Pró-Semiárido foi considerado pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), agência de desenvolvimento rural da Organização das Nações Unidas (ONU), como o melhor projeto, financiado pelo Fundo, de apoio a populações rurais carentes de todo o mundo. 

 

Na Bahia, cerca de 60 mil famílias do Semiárido, de 782 comunidades, localizadas em 32 municípios com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), estão sendo assistidas pelo Pró-Semiárido desde 2018. Até o início de 2020, já foram investidos R$204,2 milhões, em ações de apoio aos principais sistemas produtivos, como a fruticultura de espécies nativas, a apicultura, a caprino-ovinocultura e a bovinocultura de leite.

O Pró-Semiárido é uma iniciativa do Governo do Estado, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), em parceria com organizações da sociedade civil. Tem como principal objetivo contribuir para a redução da pobreza rural de forma duradoura, por meio do desenvolvimento sustentável da produção e, da geração de emprego e renda.  em atividades agropecuárias e não agropecuárias e o desenvolvimento do capital humano e social. 

O diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, explica que o projeto utiliza uma metodologia diferenciada e específica, que começa no processo seletivo dos beneficiários, quando é identificada a raiz da pobreza das famílias com maiores dificuldades para ter acesso a serviços e oportunidades. A partir dessa etapa, os investimentos são aplicados de acordo com cada realidade. Outro diferencial é a oferta de assistência técnica qualificada e embasada na convivência com o Semiárido. 

Segundo o oficial de projetos do FIDA no Brasil, Hardi Vieira, para o Pró-Semiárido ter conseguido o primeiro lugar no ranking, foram analisados vários aspectos, entre eles, a focalização: “O projeto tem realizado um trabalho com critérios muito bem estabelecidos, nas comunidades. Além disso, também se destacam os mecanismos de focalização de gênero, de participação da juventude, de comunidades tradicionais como quilombolas e fundos e fechos de pasto e, ainda, o mecanismo de assistência técnica com a rede de parceiros com organizações da sociedade civil que prestam esses serviços para essas comunidades”.

Outros fatores positivos avaliados foram o mecanismo inovador de monitoramento e avaliação, além das parcerias com as organizaçōes sociais. Com a Associação Slow Food do Brasil, a parceria tem se dado  na preparação do Terra Madre Brasil, entre 11 e 14 de junho de 2020, em Salvador, e no apoio à iniciativas de valorização de produtos locais e de sistemas produtivos e paisagens de comunidades de fundos e fechos de pasto, materializado no projeto Slow Food na Defesa da Sociobiodiversidade e da Cultura Alimentar Baiana

A parceria da Associação Slow Food do Brasil com o Pró-Semiárido teve início em novembro de 2019, com o objetivo de valorizar a sociobiodiversidade e a cultura alimentar baiana por meio da identificação de novos produtos para Arca do Gosto, inserção de novas Comunidades na rede Slow Food, além da articulação e fortalecimento de Fortalezas Slow Food.

Acompanhe aqui as ações do projeto, e saiba mais sobre a parceria institucional entre o Slow Food e o FIDA no Brasil aqui

Conheça mais sobre Slow Food InternacionalFundação Slow Food para BiodiversidadeTerra MadreUniversidade das Ciências Gastronômicas

» SLOW FOOD BRASIL | Login »»

© 2013 Slow Food Brasil. Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.
Design e desenvolvimento: DoDesign-s