Parceria entre o Slow Food Brasil e a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional da Bahia, ligada à Secretaria de Desenvolvimento Rural, se fortalece e leva uma delegação para o Terra Madre - Salone del Gusto 2018

Ao longo dos últimos quatro anos o Slow Food, junto à Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado da Bahia (SDR), com apoio da União Europeia (UE), do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário (SEAD), tem trabalhado em projetos no estado da Bahia que permitiram a valorização da biodiversidade local e o desenvolvimento territorial com a preservação da identidade cultural.

A parceria, que rendeu frutos ao longo dos anos, ganha mais uma etapa no próximo mês com a ida de 18 delegados baianos ao Terra Madre Salone del Gusto 2018, 15 desses apoiados pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional da Bahia (CAR). Estarão presentes no Mercado do Terra Madre as cinco Fortalezas da região. Umbu e Licuri, das mais antigas Fortalezas do Brasil; Abelha Mandaçaia do Piemonte da Diamantina e Maracujá-da-Caatinga, articuladas mais recentemente e que estão sendo consolidadas no âmbito da parceria, e Cacau Cabruca do Sul da Bahia, nova Fortaleza fruto do trabalho dos últimos dois anos em parceria com a SEAD. Além da exposição e venda dos produtos da sociobidiversidade dos diversos territórios, a Bahia será representada por Caco Marinho e Fabrício Lemos, membros da Aliança de Cozinheiros Slow Food em Salvador, que participarão do laboratório do gosto A cozinha baiana tem sabor de dendê, no sábado (22) e da cozinha latinoamericana do Terra Madre, no domingo (23), onde preparam a tradicional moqueca baiana e o acarajé.

A participação da delegação inclui falas em diversos fóruns, como o Queens of the Sea (‘Rainhas do Mar’, em livre tradução), no sábado (22), onde Jucilene Viana representará o Brasil na discussão sobre a presença da mulher no ambiente da pesca e contará sua experiência com a Comunidade da Ostra do Quilombo Kaonge; No mesmo dia, Denise Cardoso, representante da Fortaleza do Umbu, marca presença no debate sobre Merenda Escolar. O domingo (23) está reservado aos representantes da Fortaleza do Cacau Cabruca do Sul da Bahia e do chocolate da Bahia, que apresentam no espaço Cacao Camp Domori  e  às Abelhas Sem Ferrão, onde Reveca Tapie e Davi Merces debatem junto com a delegação latinoamericana sobre a importância da polinização promovida por essas espécies nas regiões tropicais e subtropicais.

O evento será palco, também, do encontro final do projeto Alimentos Bons, Limpos e Justos na Agricultura Familiar, realizado nos últimos dois anos e meio, uma parceria entre a SEAD, a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a Associação Slow Food do Brasil, envolvendo todas as Fortalezas brasileiras. Destaca-se ainda na programação, do sábado (22), a conferência Alianças produtivas para a agricultura familiar e o desenvolvimento territorial, com a participação do Diretor da CAR, Wilson Dias, a representante do Slow Food, Valentina Bianco, e três Fortalezas brasileiras que atuam em parceria com empresas privadas, discutindo sobre oportunidades e desafios dessas alianças.

A programação na Itália conta também com uma atividade de visita e intercâmbio de delegados baianos em Fortalezas, cooperativas e iniciativas de valorização da produção artesanal representativa da região Piemonte.

A 12ª edição do Terra Madre Salone del Gusto acontece entre os dias 20 e 24 de setembro em Turim, no Lingotto Fiere, onde estarão presentes cerca de 100 delegados brasileiros provenientes das cinco regiões do país.