Slow Food Brasil

Cadastre o seu e-mail e receba novidades:

comunicado.png

No dia 29 de outubro ocorrerá o Jantar Magno Beneficente em apoio ao Slow Food Brasil, com produtos das comunidades guardiãs da sociobiodiversidade brasileira.
Algumas delas já são Fortalezas Slow Food e outras estão no processo de implementação.
Os pratos serão feitos pelos chefs da Aliança de Cozinheiros e contará com a presença do fundador do Slow food, Carlo Petrini.

Confira o menu e os cozinheiros que integram essa iniciativa:

WhatsApp Image 2017-10-26 at 09.40.27.jpeg

Engenhos de Farinha de SC como patrimônio cultural na telona do cinema do CIC, Floripa.

22218616 1465110666892153 7512359927985376197 o

Ganhador do Prêmio de Patrimônio Imaterial do Edital Elisabete Anderle de 2015, o documentário Cultura de Engenho: patrimônio e resistência será lançado no Centro Integrado de Cultura de SC no próximo dia 05 na presença de seus protagonistas, agricultores familiares de Florianópolis, Imbituba, Garopaba, Palhoça entre outras comunidades que compõem a Rede Catarinense de Engenhos de Farinha e Fortaleza dos Engenhos de Farinha Slow Food. O evento, promovido pela Rede Catarina Slow Food, Ponto de Cultura Engenhos de Farinha/Cepagro e parceiros tem como objetivo sensibilizar estado e sociedade para a preservação do patrimônio agroalimentar dos Engenhos de Farinha. A atividade começa às 16 horas e vai até às 7h da noite e é gratuita.

A metodologia do percurso sensorial tem no alimento um potente caminho para educar para a transição e emancipação 

Foto de Gabriela Pieroni 3

Abricó, cubiu, tucumã,licuri, baru,pinhão, jatobá, butiá,mel de jandaíra, pequi, cupuaçu, castanha de cotia, baunilha do cerrado, cambuci, capim-limão, preciosa, manjericão, sapota são apenas algumas das sensações que os participantes do percurso sensorial pelos biomas brasileiros puderam experienciar nas oficinas ministradas pelo Slow Food Brasil no inesquecível X Congresso Brasileiro de Agroecologia ocorrido de 12 a 15 de setembro em Brasília. 

Por Sara Almeida Campos e Valentina Bianco 

O Seminário Nacional de Comercialização Agricultura Familiar reuniu representantes do movimento Slow Food, Universidades, organizações nacionais da agroecologia, economia solidária, instituições públicas e setor privado para um diálogo em torno do acesso a alimentos bons, limpos e justos para todos.

Todos .jpg Seminário Nacional de Comercialização Agricultura Familiar - Slow Food

O movimento internacional Slow Food, a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (SEAD) realizaram no âmbito do projeto "Alimentos Bons, Limpos e Justos: ampliação e qualificação da participação da agricultura familiar brasileira no movimento Slow Food", entre os dias 21 e 23 de agosto, na sede da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), em Brasília, o Seminário Nacional de Comercialização Agricultura Familiar - Slow Food. O encontro proporcionou troca de experiências e desenho de estratégias que visam a ampliação da comercialização dos produtos da agricultura familiar agroecológica com foco nos princípios do alimento bom, limpo e justo defendidos pelo movimento Slow Food.

Conheça mais sobre Slow Food InternacionalFundação Slow Food para BiodiversidadeTerra MadreUniversidade das Ciências Gastronômicas

» SLOW FOOD BRASIL | Login »»

© 2013 Slow Food Brasil. Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.
Design e desenvolvimento: DoDesign-s