Slow Food Brasil

Cadastre o seu e-mail e receba novidades:

Você não pode usar a logomarca do Slow Food nos seus produtos ou restaurante, pois a logomarca do Slow Food é uma imagem de marca registrada e apenas pode ser utilizada quando relacionada com a associação nacional, internacional do Slow Food e em eventos dos Convivia. O regulamento completo da utilização das logomarcas do Slow Food está disponível no link abaixo:

icone_pdf.gifClique e faça download do Regulamento completo de uso da Logomarca Slow Food (PDF de 100 Kb)

Introdução do Regulamento

O Código de Uso da logo Slow Food define as regras que regem o uso da marca registrada Slow Food, ou seja, o caracol estilizado com o nome Slow Food. 

Estas regras serão também aplicadas - exceto onde expressamente especificado de outro modo pelo código - ao conjunto todo de marcas registradas complementares, ou seja, marcas registradas baseadas na logomarca Slow Food que identifiquem projetos específicos do movimento Slow Food , como por exemplo:

  1. Arca do Gosto (com a Arca e a toalha de mesa)
  2. Fortalezas Slow Food (com o caracol e bandeiras)
  3. Prêmio Slow Food (com o caracol e as folhas de louro)

O Slow Food Internacional tem o direito de permitir o uso da marca registrada Slow Food (e as marcas derivadas) tanto para os variados representantes da associação bem como a terceiros que tenham uma relação comercial com a associação.

O Comitê Presidencial Internacional é quem exerce essa autoridade e, portanto tem a responsabilidade final para impor o Código no mundo todo, em comum acordo com o Escritório Internacional.

O Comitê Presidencial Internacional autoriza o uso da marca registrada Slow Food segundo a disposição desse regulamento a:

  1. Convivia
  2. Associações Regionais ou Grupos Coordenadores
  3. Comitês Executivos Nacionais (se houver)

A autorização terá sempre que ser concedida por escrito e será concedida quando uma das organizações acima mencionadas tenha sido estabelecida.

Os associados não são jamais autorizados a usar a marca registrada Slow Food.

Convivia

Os Convivia são autorizados pelo Comitê Executivo Nacional a usar a logomarca Slow Food com seu nome, apenas após terem assinado o protocolo de fundação do convivium. Nos casos onde não exista um Comitê Executivo Nacional, a autorização será dada pelo Comitê Internacional.

O protocolo de fundação permite o uso da logomarca pelo convivium.

Um Convivium inativo perde o direito de uso da logomarca Slow Food.

Os convivia somente devem usar a marca registrada do Slow Food para iniciativas intimamente relacionadas com as atividades de sua associação, sendo obrigatória a especificação do nome do convivium. Se não houver nenhuma referência de níveis mais altos da associação, um convivium (por exemplo, Convivium Slow Food de Seattle) deve sempre se considerar autorizado pelo Comitê Internacional a usar a logomarca com os dizeres "Slow Food Seattle" para os eventos apropriados.

O Convivium não pode usar a logomarca com o nome da associação regional ou nacional, ou sem qualquer nome, (como no exemplo anterior "Slow Food Brasil" ou "Slow Food") sem ter recebido autorização de seu Comitê Executivo Nacional ou do Comitê Internacional, respectivamente.

Se um evento nacional é organizado por um ou mais convivia, a logomarca nacional (Ex: Slow Food Brasil) ou a logomarca internacional (Slow Food) pode ser utilizada, desde que seja autorizada nos termos acima, e mediante pagamento de uma taxa para a associação nacional ou internacional, respectivamente (a não ser que seja fornecida por autorização escrita pelos órgãos competentes).

Um Convivium deve em todos os casos fazer uma solicitação por escrito para autorização de uso da logomarca para o órgão apropriado (Comitê Executivo Nacional ou Comitê Internacional).

Comitê Executivo Nacional e Associações Regionais

O Comitê Executivo Nacional e as Associações Regionais, quando presentes, são autorizados a usar a logomarca Slow Food para os principais eventos a para todas as comunicações com os membros de seu território de autoridade, com a obrigação de especificar o país ou região relevante.

Sempre que o Comitê Executivo Nacional ou associação regional pretender usar a logomarca internacional (o caracol com as palavras "Slow Food"), deve solicitar autorização ao Comitê Internacional. Se esta autorização for negada, o Comitê Executivo Nacional pode fazer uma apelação junto ao Colegiado, com notificação por escrito para o Comitê Internacional.

A associação regional ou formas de associação nacional entre os convivia, diferentes do Comitê Executivo Nacional, se pretendem usar a logomarca nacional, devem solicitar autorização do Comitê Executivo Nacional relevante, ou (se este não existe) do Comitê Internacional. Se a autorização for negada, estes podem apelar junto ao Comitê Internacional ou o Colegiado, respectivamente.

Os Comitês Executivos Nacionais e as Associações Regionais são responsáveis por monitorar o uso correto da logomarca Slow Food pelos convivia existentes sob sua autoridade territorial, e por notificar o uso impróprio para o Comitê Internacional.


O regulamento ainda tem regras específicas para uso da logomarca Slow Food  por: 

  • Empresas Patrocinando Slow Food
  • Empresas Promovidas pelo Slow Food
  • Doadores Privados

E trás informações sobre a Perda dos Direitos de Uso da Logomarca e/ou Marca Registrada e as regras de aplicação da Marca Registrada do Slow Food.

Para ler o regulamento completo,  faça download o PDF no link abaixo:

icone_pdf.gifClique e faça download do Regulamento completo de uso da Logomarca Slow Food (PDF de 100 Kb)

Para ler o Regulamento, é necessário o Adobe Reader, clique para fazer download programa

 

Conheça mais sobre Slow Food InternacionalFundação Slow Food para BiodiversidadeTerra MadreUniversidade das Ciências Gastronômicas

» SLOW FOOD BRASIL | Login »»

© 2013 Slow Food Brasil. Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.
Design e desenvolvimento: DoDesign-s