Slow Food Brasil

Cadastre o seu e-mail e receba novidades:

Cine Pirineus. Foto: Alessandra SchneiderEmpolgada com os textos do Fúlvio narrando sua vinda à Pirenópolis , e da Roberta contando nossa oficina , resolvo quebrar minha programação de hoje, que era corrigir provas, e fazer logo um "textinho" sobre o Slow Filme . Nestes quase cinco anos de existência formal do Convivium Pirenópolis a praxe tem sido sempre esta, me envolvo pra caramba com a idealização, programação e realização das atividades, mas raramente consigo achar tempo para relatar e publicar algo sobre as mesmas. E olhem que não foram poucas as atividades! Mesmo com todo apoio e estímulo do Marcelo e da Roberta, me ensinando a usar os "instrumentos tecnológicos", me enrolo com meus afazeres e o tempo vai passando, a notícia ficando velha e ... passou mais uma oportunidade de trocar informações e o prazer de comunicar algo realizado em torno do que acreditamos com os/as colegas da Rede Terra Madre e aqueles que com ela se conectam.

Mas hoje deu, ta dando, vamos lá aos relatos: o Slow Filme foi muito legal! A programação de filmes teve ótima audiência, público de Brasília, Goiânia e até RJ e SP, além do público da cidade, que recebeu super bem o evento e prestigiou também. Teve até falatório do prefeito e secretário falando do Slow Food !!

O desafio foi lançado pela Kátia, do Slow Food Pirenópolis, aos convivia do Brasil: quais atividades paralelas poderíamos propor para a organização do Slow Filme ? Foi aceito pelo Fulvio (Slow Food Campo Lindo ), que propôs uma oficina do gosto para crianças, baseada no percurso sensorial do Slow Food, que seu convivium já vem aplicando em Batatais, interior de São Paulo.

Kátia incluiu a atividade na programação, articulou com 2 escolas de Pirenópolis para receberem as oficinas e com duas alunas do curso de gastronomia da UEG para o apoio. E assim, Fulvio viajou mais de 1000 km para trazer sua técnica e simpatia e encantar as crianças de Piri.

Logo depois de chegar na cidade, passamos pelas duas escolas e nos encontramos com a Gilmara, estudante de gastronomia da UEG, para organizar tudo. Fulvio trouxe o material didático (fichas, copinhos, cartazes, aventais) e os ingredientes mágicos já haviam sido encomendados pela Kátia ao Seu Geraldo, um agricultor agroecológico local. Compramos no mercado somente o lanche industrializado, para fins didáticos.

Música Instrumental, piqueniques e os parques

A idéia de (re)descobrir os espaços públicos da cidade é um dos principais pontos de intersecção da parceria entre o Convivium Slow Food Piquenique e a Mostra da Nova Música Instrumental Mineira. Há 10 anos no Brasil, o movimento Slow Food defende o prazer aliado à alimentação consciente, valoriza as tradições culinárias regionais e a origem dos alimentos, buscando relações mais justas e a aproximação entre produtores e consumidores. Em Belo Horizonte, o grupo local do Slow Food realiza piqueniques, promove visitas a produtores, estimula a compra direta e defende o uso do espaço público para um cotidiano mais criativo e prazeroso.

Palco para verdadeiras riquezas musicais, a Mostra da Nova Música Instrumental Mineira traz em sua programação um interessante recorte da nova geração de músicos em Belo Horizonte. Buscando a formação do público e o desenvolvimento de novas identidades rítmicas, optou-se por abordagens bastante diversificadas, que vão desde o choro à música experimental, do grupo de percussão à música de câmara.

Shows e Piqueniques

Aproveite os PIQUENIQUES que vão acontecer durante os shows: convide seus amigos, traga uma toalha e alguns comes & bebes para compartilhar. Use a criatividade e evite levar materiais descartáveis.

Confira a programação dos shows+piqueniques:

Na região rural de Angelina (SC), Celso e Catarina colhem os bons frutos da preservação do Engenho

É com satisfação que convidamos todos para conhecer o site do Convivium Slow Food Pique Nique: http://slowfoodpiquenique.blogspot.com

O site entra no ar na véspera da série de piqueniques + shows de música instrumental que vamos promover em parques de Belo Horizonte em parceria com a Mostra Nova Música Instrumental Mineira. Os piqueniques e shows acontecerão no Parque Municipal (10/10/2010), Parque Ecológico da Pampulha (17/10), Lagoa do Nado (24/10) e Parque das Mangabeiras (30/10). Mais informações no site: http://slowfoodpiquenique.blogspot.com

Agradecemos a todos que puderem ajudar na divulgação!

O Convivium Slow Food Pique Nique é um grupo local do Slow Food que reúne pessoas com interesse na alimentação de qualidade, relações mais justas de consumo/produção e em modos criativos e prazerosos de se relacionar na cidade. Estamos em Belo Horizonte, Brasil e queremos que os piqueniques se tornem uma prática cotidiana. Venha com a gente (re)descobrir os parques e praças da cidade!

Conheça mais sobre Slow Food InternacionalFundação Slow Food para BiodiversidadeTerra MadreUniversidade das Ciências Gastronômicas

» SLOW FOOD BRASIL | Login »»

© 2013 Slow Food Brasil. Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.
Design e desenvolvimento: DoDesign-s