Slow Food Brasil

Cadastre o seu e-mail e receba novidades:

A Comunidade está organizada como a Associação de Agricultores e Produtores Rurais Raios de Sol. A Associação Raios de Sol foi fundada em 2009, por agricultores e produtores que já habitavam lotes situados no meio rural de Manaus, há cerca de 50 km do centro urbano da capital amazonense. A necessidade de se organizar em uma associação veio com a possibilidade de escoamento dos produtos da região, e também com a comercialização. A comunidade dá o nome à associação, Raios de Sol, pois, segundo os próprios associados, a ideia é fazer com que cada produtor seja um raio de sol que ilumine uns aos outros. São todos agricultores familiares que exercem a produção orgânica de seus cultivares, com produtos típicos da Amazônia, como a mandioca, o cupuaçu, o açaí, dentre outros.

A comunidade passou a ser conhecida, na região de Manaus pela produção de cubiu, assim como pelo processamento do fruto e confecção de geleias, doces e sucos. A produção é orgânica, sem uso de agrotóxicos. Os associados não comungam da ideia de uso dessas substâncias químicas pois, segundo eles próprios, querem oferecer produtos de qualidade aos consumidores.

De fato o manejo agroecológico é o adequado à região, pois os sítios estão situados em uma área muito bem irrigada por nascentes, igarapés e córregos. Além disso, a manutenção das áreas naturais garante os serviços ecossistêmicos os quais fortalecem a produção agroecológica. A comunidade está imersa em uma área bem preservada de floresta amazônica, com presença de fruteiras nativas passíveis de manejo extrativista, bem como de espécies da fauna de topo de cadeia, como a onça-pintada, e ainda animais como anta, harpia e diversas espécies de aves e primatas.

Com a produção dos frutos do cubiu, a comunidade produz, de forma artesanal, a polpa in natura. Todos os produtos são preparados de forma artesanal e perfazem boa parte da geração de renda da comunidade. Muitas pessoas estão envolvidas na produção desses alimentos, sendo que cerca de 10 realizam a comercialização nos centros urbanos, principalmente de Manaus. As vendas são realizadas em uma via de comércio direto, ou seja, a maior parte é comercializada por encomenda, diretamente ao consumidor, sem atravessadores, sob encomenda, assegurando um preço justo implementado pelos próprios produtores.

Após a produção e a colheita, os frutos são descascados com cuidado e deles são retiradas as sementes (que são secas à luz do sol por alguns dias, e depois destinadas ao plantio a lanço). Os frutos pelados e cortados são colocados em água fervente durante aproximadamente 3 minutos, num processo conhecido como branqueamento. Esse processo garante que o fruto não entre em oxidação e tenha sua polpa escurecida. Após o branqueamento, as polpas são armazenadas para o preparo de sucos, doces e geleias, compotas em conserva e também para o preparo do molho “tucubiu” (um molho semelhante ao tradicional tucupi, que é preparado a partir do sumo da mandioca, feito, porém, a partir do cubiu).

O cubiu é um fruto nativo da floresta Amazônica e necessita de amplo reconhecimento e difusão  região.  Possui um sabor agradável e propriedades nutricionais que auxiliam no combate a altos níveis de colesterol, e também no controle do diabetes. Além disso, é um componente tradicionalmente utilizado em várias receitas regionais, como a caldeirada de peixe. Originalmente, as caldeiradas eram preparadas. com o uso do cubiu no lugar do tomate, fruto comumente utilizado nos dias de hoje nesse prato

 

Estado/Região/Território: Amazonas

Municípios: Manaus

Referência da Comunidade: Heloísa, (92) 99327-8453

 

Esta Comunidade do Alimento foi incluída pelo projeto:

Logo Novo Projeto site copy

 

Conheça mais sobre Slow Food InternacionalFundação Slow Food para BiodiversidadeTerra MadreUniversidade das Ciências Gastronômicas

» SLOW FOOD BRASIL | Login »»

© 2013 Slow Food Brasil. Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.
Design e desenvolvimento: DoDesign-s