Slow Food Brasil

Cadastre o seu e-mail e receba novidades:

Organizam-se como a Associação do Projeto Agrícola Dois Riachões e contam com 25 famílias produtoras, aproximadamente 100 pessoas envolvidas diretamente.

A crise da lavoura cacaueira, iniciada no final da década de 1980, propiciou uma mudança significativa da paisagem rural do sul da Bahia; numerosas fazendas de cacau foram abandonadas ou subutilizadas, decorrente da baixa rentabilidade com a atividade cacaueira. Paralelamente, intensificou-se a pauperização no meio rural, com um contingente significativo de trabalhadores desempregados.  Nesse contexto de crise, os movimentos sociais no sul da Bahia se fortalecem e, em 2002, o CETA - Movimento de Trabalhadores Assentados, Acampados e Quilombolas instala o Acampamento Dois Riachões. A produção de olerícolas e culturas anuais foi uma forma de aumentar a diversidade de produtos na propriedade. O dois Riachões é um pré-assentamento onde funciona, inclusive, uma escola municipal para o ensino fundamental (turno matutino e vespertino).

Possuem Certificação Participativa integrada a Rede Povos da Mata tendo o selo do Orgânico Brasil e realiza feiras de orgânicos nas localidades de Serra Grande, Algodões e Taipu de Fora, Ilhéus e Itabuna. Participa do PAA - Programa de Aquisição de Alimentos, desde de 2006 sendo mais uma alternativa de renda para as famílias agricultoras. Além disso a comunidade possui uma coordenação descentralizada com Coordenador, Secretário e Tesoureiro e departamentos de Produção, Mulheres, Juventude, Educação e Esporte, Cultura e Lazer.  A produção da comunidade do Pré-Assentamento Dois Riachões é bastante diversificada, a exemplo dos cultivos de alface, coentro, berinjela, jiló, mostarda, aipim, maxixi, quiabo, pepino, manjericão, bertalha, salsa, cebolinha, hortelã, batata doce, couve-flor, couve, beterraba, cenoura, banana da prata, banana da terra, rúcula, limão taiti, limão rosa, acerola, abacate, mamão, laranja, tangerina, cupuaçu, jaca e cacau. Além disso, processam polpas de frutas e cocada de cacau.

 

Estado/Região/Território: Bahia/Nordeste

Municípios: direção a Ibirapitanga

Referência da Comunidade: Luciano Ferreira da Silva - (73) 98212-2847 -  lucianoceta@yahoo.com.br / Rubens Dário Froes Costa de Jesus - (73) 98223-4759 - agrocologia.terra@gmail.com

 

Esta Comunidade do Alimento foi incluída na rede Slow Food pelo projeto:

 

logo projeto completa

 

Conheça mais sobre Slow Food InternacionalFundação Slow Food para BiodiversidadeTerra MadreUniversidade das Ciências Gastronômicas

» SLOW FOOD BRASIL | Login »»

© 2013 Slow Food Brasil. Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.
Design e desenvolvimento: DoDesign-s